✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Botafogo elimina o Fla e vai à final com o Vasco


Caio, o talismã alvinegro, comemora o gol da vitória sobre o Flamengo


Como já havia falado anteriormente no meu blog, a quarta-feira de cinzas, costuma nos reservar grandes surprêsas e o Botafogo mostrou isso com a vitória de virada sobre o Flamengo por 2 a 1, na semifinal da Taça Guanabara. Ao final do jogo o Maracanã parecia a quadra de escola de samba campeã, onde só metade do estádio saiu comemorando num grande carnaval em prêto e branco.

Adriano, que completava 28 anos nesta quarta-feira, recebeu um presente de grego, saindo de campo triste e cabisbaixo com o resultado inesperado pelos rubro-negros que já cantavam vitória antes mesmo do jogo ter começado. A festa de aniversário de Adriano com seus colegas de clube teve que ser adiada por motivos óbvios.

O jogo começou com as duas equipes criando boas oportunidades. O Botafogo jogava mais fechado atrás e acreditava nas bolas longas para Herrera e Abreu, enquanto o Flamengo tentava chegar no toque de bola. Foi assim que o rubro-negro abriu o placar. Vinícius Pacheco tabelou com Vagner Love e recebeu na área para fazer 1 a 0, aos 24 minutos.

Apesar de ter sofrido o gol, a estratégia alvinegra foi mantida e foi na sua principal jogada que o Botafogo chegou ao empate. Lucio Flavio levantou a bola na área, Loco Abreu ganhou pelo alto e escorou para Herrera. O argentino chutou, mas Bruno espalmou a bola que sobrou livre para Marcelo Cordeiro empatar num belo voleio.

Aos 41, o juiz Luiz Antônio Silva Santos, o índio, se complicou. Ele chegou a mostrar cartão vermelho para Fahel que já tinha amarelo após uma falta, mas o auxiliar erradamente apontou que a falta havia sido cometida por Fábio Ferreira, e o juiz voltou atrás na expulsão. Logo depois, El Loco Abreu teve um gol bem anulado após tocar com a mão na bola.

Para o segundo tempo, o Botafogo acertou a marcação, diminuindo os espaços para o Flamengo que passou a encontrar dificuldades. Aos 7 minutos, a torcida começou a pedir Petkovic. Sem o sérvio, os rubro-negros criavam pouco e a opção era a bola alçada na área. Numa dessas jogadas, Vagner Love acertou o travessão após cruzamento de Juan.

Andrade, atendendo o pedido da torcida, colocou Pet em campo no lugar de Vinicius Pacheco. Enquanto o Flamengo se valia da experiência do sérvio, Joel Santana acreditava na juventude de Caio, colocando-o no lugar de Lucio Flavio. O jogo seguia pegado, até que numa disputa de bola entre Marcelo Cordeiro e Toró, o volante do Fla foi puxado pela camisa, e largou o braço no rosto do adversário, sendo expulso pelo juiz.

Aos 36, Vagner Love teve a chance de decidir o jogo, após o cruzamento de Léo Moura, ele completou de carrinho, para fora. Aos 39, brilhou a estrela do garoto talismã alvinegro, em mais uma jogada pelo alto. Abreu estava bem marcado, mas Herrera ajeitou para Caio virar o jogo, garantindo a vitória por 2 a 1 sobre o rival.

Até o apito final, o carnaval alvinegro tomou conta das arquibancadas em plena quarta-feira de cinzas. Agora teremos no domingo a grande final entre Vasco e Botafogo, decidindo quem será o campeão do primeiro turno do estadual e consequentemente levará a Taça Guanabara.

Um comentário:

  1. É isso ai meu irmão, o falastrão, soberbo e arrogante flamengo perdeu, o império do mau caiu hahahaha...

    Temos que jogar com muita raça pra ganhar do foguinho.

    Abraço
    Jeferson

    Obs: Aguardo sua postagem la no blog.

    ResponderExcluir