✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Dodô perde dois pênaltis e Vasco é derrotado com gol de pênalti inexistente


Dodô foi o destaque negativo, desperdiçando dois pênaltis


Apesar da forte chuva que castigou a cidade do Rio de Janeiro durante a tarde de domingo, Flamengo e Vasco fizeram um grande jogo, em alta velocidade, no Maracanã. No primeiro tempo, cruzmaltinos e rubronegros jogaram um bom futebol, criando boas oportunidades de gol, mas os goleiros estiveram muito bem e fizeram a sua parte.

No primeiro lance de perigo, para os rubro negros, o meia Vinícius Pacheco dominou livre na área e chutou na saída do goleiro Fernando Prass. O goleiro vascaíno fez uma grande defesa. Na sobra Léo Moura chutou para fora. O Vasco respondeu em seguida, Dodô recebeu na área, deu um drible de letra em Álvaro e chutou. A bola bateu na defesa e foi para fora.

Em seguida, Rafael Carioca chutou forte da intermediária. A bola ia entrar no ângulo direito, mas Bruno pulou e espalmou para escanteio. Tudo isso com apenas seis minutos de jogo! Apesar do campo molhado, a bola rolava com facilidade. Juan apareceu bem pela esquerda e tocou rasteiro na saída de Fernando Prass. O goleiro espalmou e a bola iria sobrar limpa para Adriano, mas o zagueiro Titi entrou de carrinho, conseguindo evitar o gol.

Aos 17, Philippe Coutinho perdeu uma chance incrivel. Ele recebeu pela direita, entrou na área e chutou rasteiro. Bruno, com as pontas do dedo, salvou o Flamengo e espalmou para fora. Aos 28, Adriano deu um passe primoroso para Vagner Love. O atacante dominou a bola na área, e chutou rasteiro. Fernando Prass pulou no canto direito e defendeu.

Aos 35, Philippe Coutinho foi derrubado por Willians dentro da área. Pênalti indiscutível do camisa 8 rubronegro. Dodô, que não passa por uma boa fase, bateu fraco no canto direito de Bruno, que pulou certo e fez a defesa. Após o pênalti, Andrade inverteu a marcação em cima de Philippe Coutinho. Willians, que recebeu cartão amarelo no lance do pênalti, deixou a função, que passou para Toró.

Aos 38, Léo Moura arrancou pela direita, entrou na área e tentou o drible em cima de Márcio Careca. O rubro-negro caiu e pediu pênalti. Mas o juiz seguiu o jogo. Aos 46, Philippe Coutinho dominou no peito, deu um drible desconcertante em Fabrício e chutou. Bruno, fez excelente defesa, espalmando para escanteio ao final do primeiro tempo.

As duas equipes voltaram sem alterações para o 2º tempo e mesmo com a chuva forte, o clássico continou eletrizante. Aos 4 minutos, em um contra-ataque, Vinícius Pacheco arrancou com a bola e tocou na saída de Fernando Prass, que defendeu com os pés. Mas o árbitro, de forma equivocada, marcou pênalti. Os cruzmaltinos protestaram muito, mas de nada adiantou. Adriano foi para a cobrança, e bateu muito bem, fazendo Flamengo 1 a 0. Na comemoração, Adriano tirou a camisa e recebeu cartão amarelo.

Após ter sofrido o gol, o Vasco passou a pressionar. Dodô chutou rasteiro da entrada da área e Bruno espalmou para fora. Em seguida, o Flamengo quase fez o segundo, com Juan, mas o chute bateu no travessão. Aos 21, Jeferson entrou na área e cruzou, Álvaro interceptou o lance com a mão e o juiz marcou mais um pênalti.

Jeferson iria bater a penalidade, mas Dodô pegou a bola e pediu para cobrar. O atacante mais uma vez bateu no canto direito de Bruno, que novamente defendeu. Na cobrança, o goleiro rubro-negro se adiantou visivelmente, mas o juiz Péricles Bassols, não mandou repetir o lance.

Após o segundo pênalti perdido por Dodô, o Vasco diminuiu o ritmo e o Flamengo, passou a tocar a bola. Ao final da partida, o meia Jeferson do Vasco foi expulso depois de reclamar da arbitragem.

Apesar da derrota, o resultado foi totalmente injusto para os vascaínos que tiveram uma de suas melhores atuações no Campeonato Carioca e não mereciam sair de campo derrotados, principalmente por um gol de pênalti inexistente. No mínimo um empate seria o resultado mais correto.

Um comentário:

  1. É meu brother ta feia a coisa, estamos dependendo do Coutinho que vai embora em junho, C. Alberto machucado podendo ficar fora um mês, vamos torcer para que tudo de certo mas ta dificil de acreditar.

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir