✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Fellipe Bastos dá exemplo de superação

Fellipe Bastos vai firme, em busca dos seus objetivos


O jovem meio campo, Fellipe Bastos de 20 anos, estreou contra o Ceará, marcando seu primeiro gol pelo Vasco, e apesar da sua pouca idade, conta com uma boa experiência, adquirida em sua recente passagem pelo continente europeu.

Antes de sua estreia pelo clube de São Januário, o jogador que foi revelado pelo Botafogo, enfrentou muitas dificuldades em sua pomissora carreira. Aos 17 anos, foi jogar no PSV, da Holanda, e pouco depois, foi para Portugal, contratado pelo Benfica de Lisboa.

Devido a pouca idade, ficou quase um ano só treinando. Mas colocou na cabeça que esse periodo seria de aprendizado, até a hora em que as portas se abriram para enfim poder voltar ao seu País. Agora, sua meta é brilhar com a camisa do Vasco e se firmar de vez no futebol brasileiro.

Fellipe recorda os anos que passou em Portugal. "Meu pai, sempre foi meu melhor amigo, mas não tinha ele por perto na Europa. Naquele momento, o zagueiro Luisão me ajudou, sendo o meu grande companheiro nas horas ruins. Ele me acolheu como um filho. Não é fácil sair do país tão jovem, como foi meu caso, e ficar sem jogar. Completei 18 anos um dia depois da inscrição e não pude jogar", lamentou Fellipe Bastos.

"Eu treinava com nomes como Rui Costa, Aimar e David Luiz. Aprendi muito com isso, fora que a qualidade de vida na Europa é muito boa, além da parte financeira". A solidão só diminuiu quando seus pais passaram uma temporada por lá e acabou de vez em 2008, quando ele oficializou o casamento com Rafaela, que está a seu lado há cinco anos.

Mas era chegada a hora de mudar. O primeiro objetivo era um grande clube, e veio o Vasco. O segundo, era estar entre os relacionados. Conseguiu também. Depois, precisava jogar. Não só jogou como fez um gol.

"Meu pai me ensinou a trabalhar com metas. Sempre respeitando meus companheiros, quero buscar a vaga de titular no Vasco e recuperar meu espaço na Seleção", disse Fellipe, que já vestiu a Amarelinha em todas as categorias de base.

A readaptação ao Brasil foi a melhor possível, ainda mais na companhia de Éder Luís, seu grande amigo no Benfica. Além disso, reencontrou Fagner, com quem jogou no PSV. "Foi fácil. O Vasco é uma grande família que acolhe todos muito bem".

2 comentários:

  1. F. Bastos deve entrar no 2º tempo e tomara que marque o gol da vitória.

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu sou mto fãaaa do fellipe !
    meu cunhado lindo ! to loouca pra ele fazer mais um gol =)

    ResponderExcluir