✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Resultado injusto no Sul. Quem não faz leva.


Fernando e Edu travaram um bom duelo no Beira Rio.

Jogando neste domingo contra o Internacional, no Beira Rio, o Vasco foi derrotado por 1 a 0, depois de ter feito uma de suas melhores partidas nesse Brasileirão. O goleiro Renan fez ótimas defesas constituindo-se no melhor jogador em campo, antes de ser substituído por contusão.

Existem coisas que o futebol não perdoa. É como diz o ditado: "Quem não faz leva". A equipe cruzmaltina jogou um 1º tempo impecável, mas parou nas mãos do goleiro Renan e na incompetência de Rafael Coelho que perdeu um gol sem goleiro e Jonathan que perdeu um gol com o goleiro batido.

O time gaúcho conseguiu segurar o ímpeto dos cariocas, durante a partida, principalmente no primeiro tempo, e acabou vencendo o jogo na 2ª etapa, num lance de grande oportunismo do atacante Edu.

O jogo começou animado, com os dois goleiros precisando trabalhar desde cedo. Aos 5min, D'Alessandro cobrou falta e Fernando Prass saiu para defender. Oito minutos depois, Éder Luis recebeu bola dentro da área e chutou para a boa defesa de Renan.

O goleiro do Inter precisou aparecer bem novamente aos 17min, em finalização de Felipe Bastos que desviou na zaga. A pressão vascaína prosseguiu, com Renan salvando novamente aos 23min em chute de Fagner e aos 25min, em chute forte de Nilton, na cobrança de falta .

Aos 27min, D'Alessandro driblou a marcação e chutou à esquerda do gol. O jogo ficou equilibrado, até que aos 30min, Renan, que até então vinha salvando a equipe, se machucou em disputa com Dedé e precisou ser substituído cinco minutos depois.

D'Alessandro ameaçou o Vasco novamente aos 43min, em chute cruzado que obrigou Fernando Prass a fazer grande defesa. Três minutos depois, Abbondanzieri, que substituiu o goleiro Renan, fez boa intervenção em dois tempos após chute de Éder Luis.

Ainda no 1º tempo, o árbitro Francisco Nascimento, deixou de marcar um pênalti de Kleber em cima de Fagner, onde o jogador do Inter, empurrou claramente ao lateral vascaíno dentro da área.

Logo no inicio da 2ª etapa, o Inter abriu o placar. Aos 2 minutos, D'Alessandro fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Edu empurrar ao fundo das redes. Depois do gol, o Vasco passou a pressionar os gaúchos em busca do empate.

O técnico PC Gusmão fez alterações no time. Rafael Coelho deu lugar a Jonathan e Ramon saiu para a entrada de Max. O Vasco passou a buscar jogadas de profundidade, numa delas , Zé Roberto invadiu a área pela direita e cruzou para Jonathan, livre na pequena área, mas o atacante conseguiu perder o gol, mesmo com o goleiro do Inter batido.

Com a vantagem no placar, a equipe gaúcha passou a tocar a bola, fazendo o tempo passar. Quase no final, PC Gusmão, foi expulso pelo árbitro Francisco Nascimento, por gesticular após uma falta não marcada.

O jogo chegou ao final, com um resultado que não retratou o que foi a partida e PC perdeu a sua invencibilidade no Brasileirão de forma um tanto injusta, num jogo onde por mais paradoxal que pareça, deveria ter saido com a vitória, ou na pior das hipóteses com um empate.

Nenhum comentário: