✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco vacila e empata mais uma em casa.


Ramon voltou bem e fez o primeiro gol para os cruzmaltinos.


Jogando nesta quinta feira em São Januário,o Vasco vacilou mais uma vez e empatou com Avaí, por 1 a 1, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ramon abriu o placar para os cariocas e Caio empatou para os catarinenses.

Sem perder tempo, o Vasco iniciou a partida em cima do Avaí, pressionando o adversário na saída de bola. A equipe catarinense sentiu e começou a marcar mais forte para sair com rápidos contra ataques.

Aos 24min, Éder Luis recebeu belo passe na esquerda e cruzou para a área, o lateral esquerdo Ramon apareceu como elemento surpresa e testou para o fundo das redes, fazendo Vasco 1 a 0. O gol deixou a equipe catarinense desnorteada e três minutos depois, Rafael Coelho sofreu pênalti, depois de ser empurrado na área por Émerson. O atacante foi para a cobrança, porém sem sucesso. Coelho bateu fraco e Renan defendeu com facilidade.

Com o desperdício da penalidade máxima, o Vasco se encolheu e passou a ver o Avaí tomar a iniciativa do jogo. Aos 32min, Leandro Bonfim bateu falta com categoria e a bola raspou na trave direita de Fernando Prass.

No lance seguinte um princípio de confusão foi armado. Após chute forte de Felipe Bastos, o goleiro Renan não segurou na primeira. Na sobra, o goleiro segurou a bola, antes da chegada de Éder Luis que o atingiu de raspão a sua cabeça. Os jogadores do Avaí ficaram exaltados e foram tirar satisfação com os vascaínos. Ramon e Marcinho Guerreiro foram advertidos com o cartão amarelo.

O Avaí, que perdeu o atacante Vandinho por lesão após pancada de Dedé, seguiu pressionando e aos 42min teve boa chance de marcar. Davi avançou pela esquerda e bateu cruzado, o lateral Patric, ex-Benfica, pegou mal na bola e mandou para fora.

Mais uma vez em jogada pelas laterais, o Avaí apareceu bem no ataque. Patric fez bom cruzamento para o experiente atacante Sávio, que já estava pronto para empurrar a bola para as redes, mas foi surpreendido por Nilton, que mandou a bola para escanteio.

Para a segunda etapa, PC Gusmão tirou os dois jogadores que voltaram após longos períodos afastados, por lesão. Rafael Coelho saiu para a entrada do jovem Jonathan e Ramon deixou o gramado para dar lugar a Jumar, que foi mais uma vez improvisado na ala esquerda.

Com as alterações, a equipe carioca conseguiu neutralizar as principais ações dos catarinenses e voltou a dominar a partida. E logo aos 10min, Felipe Bastos obrigou Renan a fazer bela defesa. O meia que vem sendo titular nas últimas partidas, devido às ausências de Carlos Alberto e Felipe, recebeu bom passe de Eder Luis, chutou forte e o goleiro do Avaí espalmou.

O Vasco seguiu pressionando e no lance seguinte, perdeu mais uma grande oportunidade de ampliar sua vantagem. Zé Roberto foi acionado por Jonathan, invadiu a área e chutou, de perna esquerda, rente a trave.

Após os sustos, a equipe comandada por Antônio Lopes teve chance de igualar o placar, com Rafael Costa, que recebeu passe na área, dominou no peito e chutou para excelente defesa de Fernando Prass.

Como no primeiro tempo, no momento em que a partida tendia para o equilíbrio aconteceu algo que mudaria o destino das duas equipes. Desta vez, em vez do gol foi uma expulsão. Émerson colocou a mão na bola, na entrada da área, recebeu o segundo cartão amarelo e foi para os vestiários mais cedo.

Zé Roberto, que realizou bela partida desperdiçou mais duas chances de gol. Na primeira, aos 22min, o camisa 10 vascaíno chutou forte e Renan defendeu em dois tempos. Dois minutos depois, na segunda, o meia-atacante dominou na risca da área, se livrou do marcador e concluiu para mais uma grande intervenção de Renan.

O Vasco foi penalizado por ter desperdiçado tantas chances de gol e acabou sofrendo o empate, com gol de . Em jogada de contra ataque,aos 29min, Laércio chutou forte e Caio aproveitou o rebote de Fernando Prass, empurrando para o gol vazio.

O gol sofrido deixou os cruzmaltinos desesperados em busca da vitória. Porém a equipe não conseguiu transformar a vontade em gols e amargou mais um empate no Campeonato Brasileiro.

2 comentários:

  1. Oi amigo! Td bem? A coisa não anda fácil pro meu São Paulo Também não!!! hehehe Bom final de semana pra ti!

    ResponderExcluir
  2. Os empates não levam pra lugar nenhum.

    ResponderExcluir