✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Oito jogos que frustraram os vascainos

A alegria do gol, não tem sido a mesma no final do jogo

Nada mais frustrante para o torcedor do que ver seu time empatar 14 vezes, em 28 partidas. Ainda mais quando o time sai na frente em oito oportunidades. Para o jogo desta quarta feira contra o Corinthians, os jogadores do Vasco não podem esquecer as lições aprendidas ao longo do Brasileirão.

Segundo o treinador cruzmaltino, o emocional está ligado diretamente à imaturidade dos jogadores. "Eles precisam saber gastar o tempo com a bola nos pés. Não há como fazer trabalho por esse lado. Teremos de conviver com alguns fatores, como esse da idade. Vamos conviver com isso até o fim", disse o treinador, após o empate com o Grêmio.

Com uma média de idade de 23 anos, o Vasco é o time mais jovem do Brasileirão. E esse efeito dentro de campo, começou a ser sentido no 1º turno contra o Botafogo, quando Ernani abriu o placar e o Alvinegro empatou, dando início à sina que persegue as duas equipes.

No Rio, jogando contra Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, Avaí e Grêmio, o Vasco saiu na frente e teve plenas condições de manter o resultado, mas cedeu o empate perto do fim, em lances de pura desatenção ou de afobação, como foi o caso de Titi ao cortar uma bola com a mão dentro da área, contra o Botafogo.

O Vasco sempre orgulhou sua torcida, por ser o time da virada, mas os resultados nesse Brasileiro não incentivam o torcedor a cantar essa melodia na arquibancada. Das oito vitórias na competição, apenas duas foram de virada, contra Inter e Goiás. No jogo contra o Fluminense, o time virou o jogo, mas no final acabou cedendo mais um empate.

2 comentários:

  1. A baixa media de idade, com certeza influencia o time cruzmaltino. Mas não há nada que um bom diálogo com o treinador, não possa resolver dentro do vestiario. Força Vascão, confiamos nos Meninos da Colina.

    ResponderExcluir
  2. Desejo boa sorte ao Vasco!

    Abraços,Roberto!

    ResponderExcluir