✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Carlos Alberto e Fred, um ano quase perdido


Contusões impediram as duas estrelas de brilharem em 2010.

O jogo deste domingo entre Vasco e Fluminense não terá o brilho de duas das suas maiores estrelas. O artilheiro Fred e o apoiador Carlos Alberto passaram a maior parte do Campeonato Brasileiro no departamento médico, e não estarão presentes neste jogo, no estádio do Engenhão.

No caso de Fred, o drama é maior. Ele não joga há praticamente três meses e meio, com uma breve interrupção, quando atuou 45 minutos contra o Santos, dia 6 de outubro, mas antes disso não atuava desde o clássico com o Botafogo, em 25 de julho. Grandes apostas dos dois clubes para a temporada, nenhum deles correspondeu o esperado.

Em 2010, o Vasco realizou 59 partidas oficiais, nas quais obteve 26 vitórias, 19 empates e 14 derrotas. Desse total, Carlos Alberto só esteve presente em 20 jogos, sendo 33,8% deles, e marcou apenas quatro gols. A importância do camisa 19 para o time é tão grande que, com ele, o Vasco conquistou 11 vitórias, empatou cinco vezes e só saiu derrotado em quatro vezes.

Felipe, um dos mais experientes do elenco, reconhece a falta que o companheiro faz: “Ele desequilibra e é respeitado no cenário do futebol. Sem contar que o Carlos Alberto chama a responsabilidade do jogo e parte para cima. Ele é ousado”.

No caso de Fred, o aproveitamento é superior. Dos 58 jogos que o Fluminense disputou no Brasileirão deste ano, o atacante esteve em 25, o equivalente a 43%. Ganhou 17, empatou 5 e sofreu somente 3 derrotas. Goleador nato, Fred balançou as redes 17 vezes, o que faz dele o artilheiro do grupo na temporada.

Sem Fred, a campanha Tricolor cai de rendimento. São 15 vitórias, 9 empates e 9 derrotas. O zagueiro Gum também ressalta a importância de ter Fred nas quatro linhas: “Ele é um dos líderes. Só a presença dele já anima a gente”. Enquanto o Vasco marcou 83 gols no ano, o Fluminense fez 104. Essenciais em seus times, Carlos Alberto e Fred só devem voltar dia 14.

Sobre Fred, que sofreu um estiramento e um edema na panturrilha, o coordenador médico do Fluminense, Douglas Santos, afirmou: “Ele ficou muito tempo parado e precisava desse tempo para se restabelecer. Não estamos com receio de colocá-lo de volta, pois sabemos que o trabalho foi cumprido com rigor”.

Já Carlos Alberto penou com um estiramento na coxa esquerda e não joga desde 25 de setembro. Dia 14, o Vasco pega o São Paulo, em São Januário, e o Fluminense, o Goiás, no Engenhão. Duas boas oportunidades para os torcedores matarem as saudades de seus ídolos.

Nenhum comentário: