✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco bom pra Dedéu, dá show e avança na Sul-Americana

Dedé foi o herói da partida com uma atuação espetacular

Nem em sonho, Dedé poderia esperar uma noite tão especial em seu centésimo jogo pelo Vasco. Com dois gols do ídolo cruzmaltino, o Gigante da Colina conquistou a classificação às semifinais da Copa Sul-Americana com uma vitória histórica sobre o Universitario, do Peru, por 5 a 2, nesta quarta-feira, em São Januário.

Com um desempenho que lembrou a inesquecível final da Mercosul de 2000, o time marcou quatro gols de que precisava no segundo tempo, depois de estar perdendo por 2 a 1.

Com a maioria dos seus titulares, mesmo sem poder contar com Felipe, Romulo, Eduardo Costa e Jumar, o Gigante da Colina partiu para o ataque desde o início e logo acertou a trave, com Elton. O primeiro gol saiu aos 23 minutos, com Diego Souza, cobrando pênalti sofrido por Juninho.

Quando a classificação parecia uma questão de tempo, a noite ganhou contornos de drama. Ruidíaz aproveitou um raro contra-ataque dos time peruano e empatou, aos 32, em falha de Fernando Prass.

Ao fim do primeiro tempo, os jogadores dos dois times se envolveram em confusão generalizada dentro do gramado. Na volta do intervalo, o árbitro expulsou Diego Souza e o peruano González.

Quando a bola rolou no 2º tempo, o Universitario virou aos dois minutos com Rabanal, em um chute despretensioso, em que bateu na perna de Dedé e enganou Prass. O leve desvio deixou o zagueiro vascaíno possuído dentro de campo.

Com uma garra e técnica impressionante, Dedé aparecia em todos os lados do campo e viu Elton empatar o jogo, de cabeça, após cruzamento de Juninho, apenas um minuto após o gol peruano.

Aos 12 minutos, começou o show particular de Dedé. Em jogada de lateral-direito, ele foi até a linha de fundo, cruzou na direção do gol e contou com o frango do goleiro Llontop para fazer o terceiro gol cruzmaltino.

O gol deixou os jogadores peruanos nervosos. Aos 16, Rabanal deu tapa na cara de Fagner e foi expulso. Empurrado por sua torcida, o Vasco aumentou a pressão com um jogador a mais. Depois de cruzamento de Allan, Dedé acertou cabeçada espetacular e fez o quarto, aos 27.

Faltava um gol, para a classificação cruzmaltina, que chegou logo a seguir. Aos 36, Juninho cobrou escanteio, Dedé cabeceou e Alecsandro desviou para marcar o quinto gol, levando a Nação Cruzmaltina ao delírio, e fazendo ferver o "Caldeirão" de São Januário.

Um comentário:

  1. Foi impressionante e emocionante ver a garra dos jogadores cruzmaltinos diante do Universitario do Peru. O que Dedé fez em campo foi algo pra ficar gravado na memória de todos os vascaínos. Uma virada heroica, digna de um Gigante, chamado Vasco da Gama, chegando a lembrar a inesquecível final da Mercosul de 2000, onde o time marcou quatro gols de que precisava no segundo tempo. Parabéns a todos os jogadores que souberam honrar a altura, as tradições do Gigante da Colina.

    ResponderExcluir