✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Vasco vence Botafogo e segue firme na briga pelo Penta

Fellipe Bastos e Éder comemoram o gol que deu inicio a vitória

Mesmo com o desgaste físico de disputar duas competições simultâneas, o Vasco realizou mais uma grande partida neste domingo pelo Brasileirão, e venceu o clássico diante do Botafogo por 2 a 0, no Engenhão. Os gols do jogo foram marcados por Fellipe Bastos e pelo Mito Dedé.

A partida começou aberta com as duas equipes buscando o gol. A primeira oportunidade foi do Vasco. Felipe recebeu a bola na entrada da área, limpou a marcação com o seu drible característico e soltou uma bomba no canto, mas o goleiro Jefferson conseguiu salvar.

O Botafogo respondeu com Elkeson que, após cruzamento de Lucas, ficou de frente com Fernando Prass e o goleiro vascaíno fez uma grande defesa, fazendo jus ao seu apelido de Muralha. Depois do susto, o Gigante da Colina retomou o comando do meio de campo.

Aos 15 minutos, Allan fez um lançamento espetacular para Eder Luis disparar em velocidade. O camisa 7 cruzmaltino cruzou, a bola passou por dois companheiros e sobrou limpa para Fellipe Bastos acertar uma pancada e abrir o placar. No chute, Diego Souza teve que se esquivar da bola com um pulo.

Com a vantagem, os cruzmaltinos ganharam ainda mais confiança e passaram a dominar o jogo. Em um contra-ataque fulminante, quase ampliou. Diego Souza disparou no meio de campo e toucou para Fagner entrando na área. O lateral-direito devolveu para o camisa dez, livre, mas ele pegou muito em baixo e a finalização saiu por cima do gol.

Muito superior em campo, o Vasco continuou ditando o ritmo no meio de campo sobre a batuta do Maestro Felipe. O camisa seis, dono de uma rara habilidade, colocou a bola entre as pernas do atacante uruguaio Loco Abreu, deixando o gringo desconcertado.

Poucos minutos depois, o Vasco quase ampliou com um pênalti. Diego Souza recebeu de Eder Luis, o zagueiro Antônio Carlos se atrapalhou com o goleiro, e a bola sobrou para o camisa dez da Colina, que foi derrubado. Porém, na cobrança de Diego Souza, Jefferson defendeu, no último lance de perigo na primeira etapa.

O 2º tempo começou com o time cruzmaltino pressionando para ampliar a vantagem. Eder Luis fez uma tabela rápida com Diego Saouza e chutou cruzado, mas o foleiro botafoguense conseguiu mais uma grande defesa.

O Vasco seguia no ataque, mesmo com algumas investidas botafoguenses. Em mais uma boa jogada pelo setor direito, Allan recebeu lançamento de Rômulo sozinho, mas o bandeirinha, erradamente, marcou impedimento.

Logo a seguir Felipe cobrou falta pela ala esquerda, Dedé finalizou e Jefferson salvou o lance em cima da linha. Os jogadores do Vasco reclamaram, mas o juiz não deu o gol, mandando o jogo seguir.

Aos 14 minutos, Dedé mostrou porque é chamado de Mito pela torcida vascaína. O melhor zagueiro do Brasil deu um drible espetacular no meio, tocou para Rômulo que passou para Fellipe Bastos, o meia cruzou na área para Dedé fazer de cabeça o segundo gol cruzmaltino.

O Vasco continuou controlando o jogo no meio de campo enquanto o Botafogo, sentindo o resultado, pouco esboçava reação. Entretanto, aos 31 minutos o árbitro Antônio Schneider expulsou o volante Rômulo, por reclamação.

Mesmo com superioridade numérica, o adversário não conseguia levar perigo ao gol vascaíno. Bem postado, o time cruzmaltino se fechou no seu campo defensivo. A partida terminou com a vitória do Trem-Bala da Colina, mostrando que está firme na briga pelo título.

Fonte: vasco.com.br

Um comentário:

  1. Os jogadores do Vasco demonstraram uma raça e uma aplicação tática impressionantes. Destaque para o Mito Dedé que mais uma vez fez uma partida irrepreensível.

    ResponderExcluir