✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco e Flamengo empatam na última rodada do Brasileirão

Se isso não é pênalti, me diga o que é então Sr. Juiz !!

Com um empate em 1 a 1 com o Flamengo, o Vasco viu suas chances de conquistar o quinto título brasileiro terminarem, apesar do empate sem gols entre Corinthians e Palmeiras já garantir a taça para o alvinegro paulista.
O Flamengo começou disposto a estragar a festa vascaína no Engenhão e assustou os cruzmaltinos com um chute de Fierro, aos 3 minutos, que passou ao lado do gol e outro de Thiago Neves, aos 10. Mas o Vasco logo assentou a poeira e começou a ter o volume de jogo característico.

Em um de seus ataques, Diego Souza entrou na área, aos 18, e, quando foi bater para o gol, teve sua camisa puxada por Willians dentro da área, num pênalti escandaloso, no entanto, o árbitro Péricles Bassols, nada marcou.

Dez minutos depois, porém, viria a redenção vascaína. Nilton recebeu a bola pela direita, driblou Fierro com facilidade e cruzou com precisão para Diego Souza, livre dentro da pequena área, apenas cabecear a bola para o fundo das redes. O Engenhão vibrou com o alívio do Cruzmaltino estar fazendo a sua parte, independente do jogo do Corinthians.

Para o segundo tempo, Luxemburgo colocou Muralha no lugar de Fierro, enquanto Deivid substituiu Negueba. Mas não adiantou muito. Ainda com maior volume de jogo, o Vasco chegou perigosamente aos 6 minutos. Fagner bateu de dentro da pequena área, para defesa de Felipe. O xará vascaíno pegou o rebote, para nova defesa do goleiro rubro-negro.

Ronaldinho iniciou uma jogada antes do meio de campo, lançando Deivid na intermediária. O atacante recebeu, esperou a chegada de Renato e passou para o companheiro. O meia dominou na marca do pênalti, cortou Jumar e bateu no canto de Fernando Prass para empatar o jogo.

Cristóvão ouviu o pedido da torcida e colocou Bernardo no jogo. O camisa 31 entrou no lugar de Felipe, enquanto Eduardo Costa substituiu Fellipe Bastos. Mas pouco depois veio um balde de água fria para os cruzmaltinos. Jumar deu um carrinho em Junior Cesar, durante contra-ataque rubro-negro, e acabou levando o segundo cartão amarelo.

Logo a seguir, Bernardo recebeu de Dedé dentro da área e girou, batendo forte, para outra defesa importante de Felipe. Luxemburgo foi obrigado a trocar Junior Cesar por Rodrigo Alvim, já que o titular da lateral esquerda sentiu lesão.

Antes do fim do jogo, ainda houve tempo para uma grande defesa de Fernando Prass, em chute de Ronaldinho na pequena área. Renato Abreu ainda foi expulso após reclamação e deixou o campo xingando Péricles Bassols de "safado".

3 comentários:

  1. SE O LANCE DO WILLIANS PUXANDO A CAMISA DO DIEGO SOUZA NÃO É PÊNALTY, ENTÃO É MELHOR TIRAR O TIME DE CAMPO. CHEGA !! ESTAMOS CANSADOS DE SER ROUBADOS. FAÇA ALGUMA COISA PRESIDENTE ROBERTO DINAMITE, PERDEMOS ESSE TÍTULO POR CAUSA DE ERROS DE ARBITRAGEM GRITANTES IGUAIS A ESSE.

    ResponderExcluir
  2. Valeu Vascão pela campanha que fez em 2011. Ganhamos a Copa do Brasil e brigamos em duas competições, o Brasileiro e Sul-Americana até o final. O que aconteceu ontem, foi o mesmo que assistimos durante todo campeonato. Sempre jogamos contra 11 e mais o trio de sopradores de apito. O site Placar Real mostrou todos os erros de arbitragem contra os clubes no Brasileiro. Para os CUrintiANUS Cagões: Ta aí o link http://migre.me/70c4p Vai lá ver quem seria o verdadeiro campeão. Se liga cambada de maloqueiros de merda !

    ResponderExcluir
  3. O Vasco deu o maior exemplo de garra e superação que já presenciamos no futebol brasileiro. Mesmo diante da difícil situação enfrentada com o problema de Ricardo Gomes, buscamos forças de onde ninguém esperava para prosseguir vivo na competição, com dignidade e muita determinação. Disputamos dois campeonatos paralelos, de grande dificuldade honrando sempre o nome do futebol brasileiro e mostrando por quê somos chamados de Gigante da Colina.

    ResponderExcluir