✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Seja também um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Vasco vence Americano na estreia do Campeonato Carioca

Jogadores do Vasco comemoram gol de Alecsandro
As fortes chuvas em Atibaia, interior de São Paulo, atrapalharam o planejamento da comissão técnica do Vasco. Mas, com o mesmo espírito aguerrido que marcou a campanha de 2011, o time superou as dificuldades e venceu o Americano por 2 a 0, neste domingo, em Macaé, na estreia na Taça Guanabara. Alecsandro e Fagner marcaram os gols da partida.

Sem Eder Luis, Rômulo, Felipe e Eduardo Costa, ainda sem condições de jogo, Rodolfo e Carlos Tenorio, que não estão inscritos, o time seguiu as orientações do técnico Cristóvão Borges e, em ritmo de amistoso, manteve a posse de bola para correr menos e, consequentemente, não se desgastar demais.

Com Chaparro atuando próximo a Fagner, o lado direito do Vasco foi o setor mais acionado na primeira etapa e não decepcionou. Com o congestionamento no meio-campo e na entrada da área do Americano, o time demorou a se aproximar da meta rival. O primeiro gol só saiu aos 33 minutos: após belo lançamento de Fellipe Bastos, Fagner cruzou para Alecsandro que, sem deixar a bola cair, finalizou de direita.

Mesmo com a vantagem no placar, o Gigante da Colina não diminuiu o ritmo e confirmou a superioridade ao ampliar aos 41. Na repetição de uma cena comum em 2011, Dedé se lançou ao ataque. Já perto da área adversária, o zagueiro deu lindo passe para Fagner marcar.

Na etapa final, o Vasco botou o pé no freio, atendendo aos desejos da comissão técnica, que pediu para, quando for possível, a equipe evitar grandes desgastes até a estreia na Libertadores, dia 8, em São Januário, contra o Nacional.

Aos 29 minutos, Jonathan, que acabara de entrar, deu um tapa num adversário e foi expulso de forma infantil. Mesmo com um a menos, a equipe vascaína manteve o controle da partida, e Fernando Prass pouco trabalhou. Com 135 jogos em sequência, o goleiro se tornou o segundo jogador com mais partidas consecutivas na história do futebol brasileiro. O primeiro é Vladimir, que entrou em campo 165 vezes seguidas pelo Corinthians na década de 1980.

Nenhum comentário:

Ser Vasco