✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco estreia com derrota na Copa Libertadores

Diego Souza esbarrou na forte marcação uruguaia
Depois de 11 anos, a volta do Vasco à Libertadores não foi como a torcida esperava. No jogo de abertura da primeira rodada do Grupo 5, o Gigante da Colina foi surpreendido e acabou perdendo para o Nacional, do Uruguai, por 2 a 1, nesta quarta feira, em São Januário. A chance de se reabilitar na competição será dia 6 de março, contra o Alianza Lima, quando o time cruzmaltino jogará novamente em casa.

Com um estilo de jogo priorizando a posse de bola, o Nacional dominou o 1º tempo, diante de um Vasco com os nervos a flor da pele e errando muitos passes. Ainda assim, a primeira boa chance foi do Vasco, aos 22 minutos. Em grande jogada, Felipe tocou para Alecsandro, que tabelou com Diego Souza. O camisa 10 chutou por cima do travessão.

Impondo sua qualidade no passe, o Nacional ameaçou aos 27, quando Placente cruzou para Cabrera, livre, mandar por cima do gol. O time uruguaio chegou ao gol dois minutos depois, após cobrança de escanteio, Dedé tentou evitar a conclusão de Scotti, e raspou na bola, que acabou entrando.

Pouco depois, Viudez quase ampliou para os uruguaios, ao passar por Fernando Prass. Mas a defesa fez o corte. Sánchez também chegou com perigo aos 43, para boa defesa do goleiro vascaíno.

O Vasco teve grande chance de empatar pouco antes do intervalo, quando Diego Souza arrancou em jogada individual e foi parado na entrada da área por Scotti. Juninho cobrou a falta, mas Burián defendeu no meio do gol.

No intervalo, Cristóvão Borges trocou Max por Fellipe Bastos. Mas o Vasco sofreu outro gol logo no primeiro minuto do segundo tempo. Após saída errada de Rodolfo, Sánchez recebeu cruzamento na área e completou de cabeça. O próprio Sánchez teve a chance de fazer o terceiro, num rápido contra-ataque, em que driblou Prass, mas chutou por cima, com o gol.

O Vasco passou um bom tempo sem levar perigo ao gol de Burián, mas acabou conseguindo diminuir, aos 28 minutos. Diego Souza deu belo passe para Juninho, que cruzou rasteiro para Alecsandro completar para o gol.

Thiago Feltri poderia ter empatado no fim, ao receber ótimo lançamento, mas Burián fez a defesa. Aos 45, após cobrança de falta de Juninho, Tenório completou de cabeça para o gol, mas o árbitro anulou o gol marcando impedimento.


comparativo Vasco X Nacional URU (Foto: arte esporte)

Um comentário:

  1. O time do Vasco começou o jogo muito mal, emocionalmente falando. As ausências de Fagner, Rômulo e Éder Luis foram muito sentidas pela equipe. O jovem lateral Max também sentiu a responsabilidade de disputar uma Libertadores. Depois de um mal 1º tempo, o time cruzmaltino acabou se encontrando no 2º tempo e por tudo que fez na etapa final, merecia pelo menos o empate.

    ResponderExcluir