✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco vence Flu de virada e garante vaga na semifinal do Carioca

Alecsandro comandou a virada vascaína
Vasco e Fluminense fizeram um jogo empolgante no Engenhão. As duas equipes protagonizaram o segundo clássico da Taça Guanabara - primeiro turno do Campeonato Carioca - e se o placar do último domingo não saiu do zero, na noite deste domingo, as redes balançaram, com a virada e dois gols de Alecsandro na vitória de 2 a 1 do Gigante da Colina. Com o resultado, o Vasco chega aos 15 pontos, com 100% de aproveitamento. Além de liderar o Grupo B, os cruzmaltinos já estão classificados para a semifinal da competição.

Sem Juninho Pernambucano, poupado, o técnico Cristóvão Borges desistiu da formação com três zagueiros e escalou o argentino Leandro Chaparro no meio de campo. O meia foi autor de um dos primeiros lances de perigo na partida, ao chutar da intermediária uma bola que exigiu bela defesa de Cavalieri.

O time de São Januário parecia mais interessado na partida. Tanto que a segunda bola em gol saiu dos pés do atacante Alecsandro, que recebeu um passe de Diego Souza e finalizou de perna esquerda. Mas o goleiro tricolor estava novamente bem posicionado.

No Fluminense, Abel também mostrou que queria assustar Cristóvão. Thiago Neves, que era dúvida, começou jogando. E foi dele o gol que acendeu a torcida tricolor no Engenhão. Após triangulação com Fred e Deco, em uma falha de Nilton, Thiago invadiu a área e chutou fortemente, de perna esquerda, sem chances para Fernando Prass, fazendo 1 a 0 para o Fluminense.

Além de Chaparro, Cristóvão lançou Bernardo. O meia foi o pivô das vaias da torcida ao treinador, na derrota de quarta-feira pela Libertadores, para o Nacional-URU. Desta vez, no entanto, o técnico lançou o talismã desde o início.

Mas era o Fluminense o time que melhor trabalhava a bola no chão. O quarteto Deco, Fred, Thiago Neves e Rafael Sobis tocava bem a bola, envolvendo os zagueiros vascaínos. Quando o Vasco respondia com os contra-ataques, a bola nem sempre chegava assustando Cavalieri. Por pouco, Thiago Neves não ampliou.

Em outra boa jogada tricolor, Fred avançou pela direita, como um ponta, e cruzou na área. Thiago Neves não alcançou, mas Deco, livre, ajeitou e chutou de direita. Fernando Prass, bem colocado, fez uma difícil defesa.

Na volta para o segundo tempo, o Vasco substituiu Chaparro por William Barbio. O jogo ganhou em movimentação. O time do Vasco estava mais disposto e insistia nas bolas pelas laterais. E numa delas, Fágner cruzou rasteiro na área. Alecsandro se atirou e de perna direita desviou de Cavalieri para deixar tudo empatado: 1 a 1.

Não fosse um “milagre” de Cavalieri, Alecsandro teria feito o segundo. O atacante, dentro da pequena área, escorou passe de Diego Souza. O goleiro tricolor surpreendentemente salvou de tapinha. A torcida já gritava gol.

Mas era noite de Alecsandro. Aos 33, Bernardo cobrou escanteio da direita, o camisa 9 subiu e testou para o fundo da rede: 2 a 1, assegurando a vitória de virada. Foi o sexto gol de Alecsandro em seis gols na temporada. Nos minutos finais, Edinho e Fred ainda foram expulsos.

Nenhum comentário:

Próximos jogos