✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Juninho comanda o misto do Vasco em mais uma vitória

Juninho abriu o caminho da vitoria 
Com a cabeça no jogo contra o Libertad, no Paraguai, pela Libertadores, o Vasco mandou a campo um time misto e venceu o Madureira, neste domingo, por 3 a 0, em São Januário. Com a vitória, o Vasco continua na liderança do Grupo B da Taça Rio e chegou aos sete pontos. No Grupo A, o Madureira tem três pontos.


Depois do compromisso pela Libertadores, na quarta, o Vasco volta a jogar pelo Carioca no domingo e faz o clássico com o Botafogo, às 18h30, no Engenhão. No sábado, o Madureira recebe o Bangu em Conselheiro Galvão em um confronto direto contra o rebaixamento.

Dos jogadores considerados titulares, só Fernando Prass, Eduardo Costa, Juninho Pernambucano e Diego Souza enfrentaram o Madureira. O goleiro do Vasco foi exigido em alguns lances e teve de mostrar serviço.

O Vasco ficou devendo no primeiro tempo. Diego Souza ameaçou por duas vezes, mas depois caiu de produção. O Madureira conseguiu até levar perigo, mas parou em Fernando Prass e no chutes sem direção. Com este panorama, o placar da etapa inicial só podia ser o 0 a 0 mesmo.

Juninho era o melhor jogador do Vasco. E a vontade do Reizinho foi recompensada no segundo tempo. Depois de ameaçar em cobrança de falta e de chute de longe, o ídolo abriu o placar. Juninho apareceu como centroavante e aproveitou cruzamento na medida de Max: 1 a 0.

Prass voltou a salvar o Vasco antes da parada técnica, que fez bem ao Vasco. Na volta da paralisação, Fellipe Bastos roubou bola na entrada da área e chutou no canto direito de Cléber para fazer 2 a 0.

O Vasco diminuiu o ritmo após marcar o segundo gol. O Madureira saiu para o jogo, mas não conseguia vencer Prass, que salvava o Vasco. No fim, Allan driblou a marcação, chutou e contou com desvio da zaga para definir o placar: 3 a 0. Agora o Vasco pode pensar realmente na Libertadores.

Nenhum comentário: