✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Seja também um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Vasco vai com tudo, pra cima da muralha corinthiana

Diego e Alecsandro,  força ofensiva do Vasco
A rivalidade é grande. De um lado o campeão da Copa do Brasil e segundo colocado no Brasileirão e, do outro, o atual campeão Brasileiro. Quando entrarem em campo nesta quarta-feira, às 21h50, em São Januário, Vasco e Corinthians vão medir forças na Libertadores e não vão faltar ingredientes para apimentar o duelo. Além de nunca ter eliminado o adversário em competição alguma, o ataque do Gigante da Colina, que fez gols em todas as partidas do ano, terá sua grande prova de fogo ao encarar a defesa que sofreu apenas dois gols na competição.

Embora tenha somente Alecsandro como centroavante em seu grupo, Cristóvão Borges tem dado novo padrão ofensivo ao time, que não tem o melhor ataque na Libertadores, mas não passou em branco em nenhuma partida, até o momento. O camisa 9 tem contado com a ajuda de Eder Luis e Diego Souza, os passes açucarados de Felipe e Juninho ou os chutes fortes de longe de Nilton e Fellipe Bastos.

Do outro lado, o Corinthians, por sua vez, tem um forte sistema defensivo, com Paulinho e Ralf protegendo a zaga e a entrada da área. Desse jeito, a defesa do Timão foi surpreendida apenas na estreia na competição contra o Deportivo Táchira e Nacional do Paraguai, na quinta rodada da primeira fase. Ambos fora de casa.

“O Corinthians tem uma equipe diferenciada, que prioriza a defesa e, em oito jogos, só sofreu dois gols. Isso mostra a competência deles, como o treinador trabalha. Conheço o Tite e sei como ele gosta de marcar. Ele vem da escola gaúcha, que não dá espaço para o adversário”, analisou Alecsandro, artilheiro do Vasco na competição com três gols.

Se, sem Dedé, o Gigante da Colina já não possui a mesma força atrás, o técnico Cristóvão Borges confia no conjunto para vencer a ‘barreira corintiana’. O comandante ressaltou o fato de o time ter conseguido fazer gols em todos os 28 jogos do ano - oito pela Libertadores.

“Nosso grande trunfo é o grupo que temos. Quando o Alecsandro não consegue fazer gols, outro jogador acaba decidindo. Por isso a maioria dos atletas aparece na nossa lista de artilheiros na temporada. É desse jeito que vamos tentar vencer a defesa do Corinthians e, consequentemente, conquistar a vitória dentro de casa”, afirmou o treinador.

Nenhum comentário:

Ser Vasco