✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Com dois golaços, Vasco bate o Bahia e lidera o Brasileirão

Diego fez o golaço da rodada
O Vasco vem mostrando repertório na hora de fazer golaços. Neste domingo, Juninho e Diego Souza capricharam ao balançar a rede e brilharam na vitória do Gigante da Colina por 2 a 1 sobre o Bahia, no Pituaçu. O Vasco volta à liderança do Brasileiro e continua com 100% de aproveitamento: soma 12 pontos. Já o Bahia continua sem vencer e tem dois pontos.

Se na quarta-feira, na vitória sobre o Náutico, coube a Felipe fazer um golaço, o Maestro deixou a missão com Juninho e Diego Souza. O primeiro acertou o ângulo em cobrança de falta. Já o meia fez fila na defesa e com um toque de cobertura venceu Marcelo Lomba. O jogo também marcou a volta de Dedé, recuperado de uma edema ósseo na fíbula da perna esquerda. O Mito entrou no segundo no lugar de Rodolfo, que saiu sentindo dores musculares.

O Vasco começou a partida com uma mudança em relação ao time que venceu o Náutico: Fagner foi vetado por sentir dores no joelho direito. Allan foi escolhido por Cristóvão Borges, que reencontrou o Bahia, seu clube de coração, para ser titular. O Gigante dominou o primeiro tempo e não demorou a abrir o placar. Juninho cobrou falta com perfeição, no ângulo direito de Marcelo Lomba logo aos sete minutos.

Alecsandro quase ampliou, mas acertou a trave do Bahia. Fellipe Bastos testou o goleiro rival, que conseguiu espalmar e impedir o gol. A melhor chance dos baianos foi com Lulinha, que chutou cruzado para a defesa de Fernando Prass. No rebote, o próprio meia-atacante mandou para fora.

O Vasco deu a resposta um minuto depois e em grande estilo. Diego Souza passou por dois marcadores, invadiu a área e deu um toque por cima, a conhecida cavadinha, e fez um golaço: 2 a 0.

O Bahia pressionou o Vasco na etapa final. Mas não contava com a atuação segura e inspirada de Fernando Prass. O atacante Júnior, que entrou no lugar de Lulinha, deu trabalho, mas o goleiro do Gigante salvou com pés. No rebote, Prass defendeu chute de Gabriel.

Aos 11 minutos, Rodolfo foi substituído e deu lugar a Dedé. O Mito teve trabalho em sua volta aos campos. Titi quase marcou, mas viu Prass salvar mais uma vez. Com o domínio do Bahia, Cristóvão colocou Carlos Alberto no lugar de Diego Souza para tentar diminuir o ímpeto do rival e explorar o contra-ataque. Carlos Alberto marcou, mas o gol foi anulado pela arbitragem.

O Bahia só conseguiu vencer Fernando Prass nos acréscimos, aos 49 minutos. Júnior, que deu trabalho à zaga vascaína, marcou, mas não impediu a vitória do Gigante da Colina, líder do Brasileiro.

Nenhum comentário: