✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Mais uma derrota por falhas de marcação. Até quando Vasco ?

 Jonas abre o placar, mas Vasco perde depois
Quantos jogos mais o Vasco terá de perder para acertar a marcação? Assim como já havia ocorrido contra o Botafogo, o Vasco sofreu gols em falhas da defesa e saiu derrotado de campo. O sonho da Libertadores, agora, está cada vez mais distante.

O jogo iniciou da mesma forma que da última partida. O Vasco indo para cima, tocando bola, envolvente. Carlos Alberto fazia o papel de pivô e segurava a bola para a chegada de Eder Luis, Juninho e Felipe.

Antes de chegar ao gol, o Gigante da Colina já tinha perdido, ao menos, duas boas chances, com Juninho e Eder. Mas o 1 a 0 já estava maduro e saiu dos pés do criticado lateral-direito Jonas.

Após ficar na frente do placar, o time de Marcelo Oliveira recuou em excesso, e o Internacional passou a explorar um ponto de fragilidade da equipe da casa: o lado esquerdo. Assim como contra o Botafogo, Wendel, improvisado, cedia espaços na lateral esquerda. E foi por ali que o Colorado chegou à virada.

Em lances parecidos, Forlán penetrou com facilidade por trás da zaga vascaína e balançou a rede de Fernando Prass, silenciando São Januário, numa noite onde o Vasco tinha tudo para vencer, e mais uma vez deixou escapar os três pontos, por falta de atenção na marcação.

Na volta do intervalo, Marcelo Oliveira apostou na juventude. Sacou Felipe e Fellipe Bastos e colocou Marlone e Maicon Assis, que fez sua estreia entre os profissionais. O time até ficou mais leve e pressionava, porém, o Inter se defendia bem, e de vez em quanto saia em contra-ataques.

Sem fazer boas finalizações ao gol colorado, o Vasco não conseguiu alterar o resultado, e ao apito final, a derrota se confirmou dando um banho de água fria e frustração nas pretensões do Gigante da Colina .

Texto: Bruno Braz - Lance!
Adaptação: Roberto Cruz 

Um comentário:

  1. Alguem avisa ao dedé que ele tem que marcar o jogador e não a bola!!

    ResponderExcluir