✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Seja também um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

ASTOVAS emite nota de repudio a diretoria no "Caso Engenhão"

Torcida exige clássicos em São Januário
A postura adotada pela diretoria do Vasco no "Caso Engenhão", não agradou às organizadas do clube. Em carta aberta, a ASTOVAS (Associação de Torcidas Organizadas do Vasco) repudiou a atitude do presidente Roberto Dinamite na questão, cedendo São Januário para a realização do jogo do Fluminense pelo Campeonato Carioca e aceitando o adiamento do clássico contra o Botafogo para próxima quarta-feira em Volta Redonda. Leia na íntegra, em nosso Blog, a nota de repudio da ASTOVAS.

Rio de Janeiro, 27 de março de 2013

A ASTOVAS, Associação das Torcidas Organizadas do Club de Regatas Vasco da Gama vem à público se posicionar em relação aos recentes acontecimentos relacionados ao CRVG, seus sócios e sua imensa massa de torcedores.

Antes de falar sobre mais uma covardia que está sendo feita com nosso clube, nossa História e nosso patrimônio, com a anuência da nossa diretoria, queremos dar as boas vindas ao novo técnico dos profissionais, o Sr. Paulo Autuori. Desejamos, mais que ninguém, que seu trabalho seja vitorioso e nos traga muitas alegrias. Esperamos que sua vinda marque o começo de uma fase de acertos dessa diretoria, que até agora se mostrou tão pouco competente diante da responsabilidade de gerir a paixão de mais de 20 milhões de Brasileiros.

Mais uma vez o nosso presidente, o senhor Carlos Roberto de Oliveira, nos decepciona com sua fraqueza de atitudes e seu pouco apreço pela gloriosa História do nosso clube. Agora entraremos na parte que nos causa mais dissabor!

Cerca de noventa anos atrás fomos expulsos da AMEA (a FERJ da época) sob a hipócrita alegação de que não tínhamos campo próprio para mandar nossos jogos, embora todos saibamos que isso era apenas uma tosca tentativa de encobrir as reais motivações dessa elite, a manutenção do preconceito racial e exclusão social no esporte brasileiro, o que o Vasco sempre se mostrou contrário.

Agora, com os desacertos das obras dos estádios públicos da nossa cidade, Maracanã e Engenhão, fechados , respectivamente para intermináveis e absurdamente caras reformas para o Mundial de 2014 e inexplicáveis reformas estruturais, pouco anos após sua inauguração, os mesmos clubes que nos expulsaram em 1924 e que vivem maquinando contra o nosso direito de mandar nossos jogos mais importantes no nosso campo, vão agora poder usufruir do que foi construído com o dinheiro e o trabalho dos nossos antepassados e o senhor apenas balança sua cabeça e sorri? Ainda mais que o senhor permitiu que o jogo de domingo contra o Botafogo F.R, fosse adiado para quarta feira, EM VOLTA REDONDA?!?!

O senhor e os seus apaniguados acham que nos fazem de palhaços, mas a hora da desforra dos Vascaínos está chegando, tem duas datas marcadas em 2014! Que as eleições, no Vasco e na ALERJ, venham logo, para que os Vascaínos de bem façam com o senhor o mesmo que fizeram com seu antecessor, de tão triste memória para todos nós.

Hoje integrantes da nossa diretoria estiveram no entorno de São Januário para verificar se as ruas foram alargadas, se construíram mais estacionamentos, a instalação das novas roletas e a melhoria do transporte coletivo no local e vimos que nada mudou!

Ora, se nada disso foi alterado e eram EXIGÊNCIAS do GEPE (PM) e do GPREV (Bombeiros) PARA QUE OS JOGOS COM OUTROS CLUBES GRANDES ACONTECESSEM EM SÃO JANUÁRIO, porque agora o nosso estádio serve? Onde está o tão falado TAC assinado pelo nosso presidente, que desde 2011 nos era brandido como motivo de impedimento para a realização dos jogos de grande apelo no nosso monumento?

Será que o 2º Batalhão de Choque da PM de São Paulo e os bombeiros do mesmo estado são tão mais competentes que os do Rio de Janeiro? A pergunta procede, já que os clássicos paulistas com mando de campo do Santos F.C ocorrem normalmente na Vila Belmiro, mesmo com os acessos, transporte e estacionamentos infinitamente mais precários que os do nosso estádio. Onde está a tão decantada (pelos seus comandantes, é claro!) excelência do GEPE no trato com eventos esportivos no nosso estado?

Enfim, responsáveis por esses paradoxos citados, convocamos os senhores para explicar publicamente as questões por nós levantadas, como legítimos representantes que somos, da Torcida Vascaína espalhada por todo o planeta.

No aguardo,

Diretoria da ASTOVAS.

Nenhum comentário:

Ser Vasco