✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Botafogo e Vasco voltam a duelar após decisão da Taça GB

Só a vitória interessa a Autuori e Oswaldo
Vasco e Botafogo decidiram a Taça Guanabara há quase um mês. E, desde o dia 10 de março, os dois times têm vivido momentos distintos. Enquanto o Alvinegro tem curtido a boa fase, com 100% de aproveitamento na Taça Rio, o Gigante da Colina ainda não venceu. Os técnicos Paulo Autuori e Oswaldo de Oliveira, entretanto, sabem que o passado recente não vai valer nada quando a bola rolar nesta quarta-feira, às 19h30, em Volta Redonda.

O respeito entre ambos existe, mas o método de trabalho é diferente. Enquanto no Botafogo Oswaldo de Oliveira, que está em sua segunda temporada no comando do time, fala abertamente sobre a escolha por dois atacantes para suprir a ausência de Seedorf, suspenso, Paulo Autuori, que fará a segunda partida à frente do Vasco, trabalhou de portas fechadas nesta terça-feira. Ele, porém, minimizou a estratégia.

“Para mim, não há mistério. Há jogos mentais. Trabalhamos com muita intensidade esta semana e, nesse treino antes do clássico, não dá para ser muito diferente do que fiz até agora. Pedi para fechar o treino mais por causa da privacidade. Existem momentos que esse tipo de tranquilidade é necessária, ainda mais às vésperas de um jogo decisivo”, disse Autuori.

Oswaldo de Oliveira, por outro lado, acredita que qualquer tática e previsão feita fora das quatro linhas não têm efeito quando o clássico começar. Para ele, o momento dos clubes não influencia, as camisas pesam e o duelo será equilibrado.

“Quando inicia a partida tudo se torna irrelevante. Nós temos que estar muito concentrados e jogar em busca da vitória. Lembrando que, independentemente do momento que esteja, o Vasco é sempre um grande adversário, tem grandes jogadores e nós os respeitamos muito”, afirmou Oswaldo, garantindo que não preparou nada em especial para surpreender o rival.



Nenhum comentário: