✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Seja também um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Vasco vence na reestréia do 'Papai Joel' e se mantém no G-4

Rodrigo abriu o placar para os cruzmaltinos
Com o folclórico e vencedor técnico Joel Santana fazendo sua reestreia no comando do Vasco, o time mostrou superioridade durante os 90 minutos de jogo e ganhou do Luverdense por 2 a 0, em São Januário, pela 21ª rodada da Série B. O zagueiro Rodrigo, que teve atuação segura, e o meia-atacante uruguaio Maxi Rodríguez, um dos destaques do jogo, marcaram os gols do triunfo. Com a vitória, a equipe cruzmaltina se manteve no G-4, agora com 38 pontos, um a menos que o líder Joinville. Na próxima rodada, a 22ª, o Vasco visita o Atlético-GO neste sábado, no Mané Garrincha, às 16h10.

O JOGO
O Vasco começou a partida dominando o Luverdense em São Januário. A troca de passes envolveu os visitantes e gerou a primeira situação de gol aos 14 minutos, com Jhon Cley. Da entrada da área, pela direita, Maxi Rodríguez cruzou rasteiro e o zagueiro visitante cortou mal. A bola veio do alto, na medida para o camisa 29 bater firme, obrigando o goleiro Gabriel a fazer bela defesa.

A superioridade do Vasco foi premiada quatro minutos depois. O meia Douglas cobrou escanteio, o zagueiro Douglas Silva escorou de cabeça e a bola bateu na trave. O também defensor Rodrigo acreditou na jogada e pegou o rebote. Desmarcado, ele testou para o fundo da rede para abrir o placar e levantar a torcida cruzmaltina no estádio.

O time de Joel Santana, voltou a assustar aos 26 minutos. Maxi Rodríguez, do lado direito do campo, inverteu a jogada para Douglas. O camisa 10 chutou de primeira, mas a batida saiu por cima do gol adversário. O mesmo Douglas assustou o goleiro Gabriel em cobrança de falta, aos 36 minutos, com a bola passando rente ao travessão do Luverdense.

Antes do fim do primeiro tempo, o atacante Kleber Gladiador parou o contra-ataque do Luverdense com falta e recebeu cartão amarelo do árbitro Marcos Andre Gomes. Com isso, ele desfalca o time , no próximo jogo do Vasco para cumprir suspensão automática.

Na volta para a segunda etapa, o Vasco quase aumentou o placar aos seis minutos. Douglas cobrou escanteio e quase marcou gol olímpico. Gabriel Leitte teve que se esticar para cortar o lance, a bola bateu em Rodrigo e saiu pela linha de fundo. Mas não demoraria muito para o Vasco chegar ao segundo gol. Aos 15 minutos, Diego Renan, com espaço de sobra para, carregou a bola e acionou Douglas, que tocou de primeira para Maxi Rodríguez. O uruguaio entrou na área e tocou na saída do goleiro adversário para aumentar a vantagem: 2 a 0.

Cinco minutos depois, Kleber Gladiador quase marcou o terceiro gol dos donos da casa. Dentro da área, Douglas tocou de cabeça para o atacante cruzmaltino. O camisa 30 se atirou e chegou na bola, mas Gabriel Leite fez a defesa, colocando para escanteio. Na cobrança, a zaga do Luverdense afastou o perigo. Aos 44, Thalles, que entrou no lugar de Kleber Gladiador, quase deixou sua marca. Ele recebeu passe e quando estava de cara com o goleiro para chutar, foi cortado pelo zagueiro do Luverdense. O atacante demorou para chutar e sofreu o desarme, mas o árbitro nada marcou. Um minuto depois, Paulinho quase diminuiu o marcador para os visitantes. Depois, o Vasco apenas assegurou o resultado e garantiu os três pontos em casa.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X O LUVERDENSE Estádio: São Januário Público: 7.428 torcedores pagantes
Árbitro: Marcos Andre Gomes (ES)
Gols: Rodrigo (18' 1ºT) e Maxi Rodríguez (15' 2ºT)
Cartões Amarelos: Kleber Gladiador (VAS), Jean Patrick, Léo (LUV)
VASCO: Jordi, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Lorran; Guiñazu, Fabrício, Jhon Cley, Douglas (Dakson) e Maxi Rodríguez (Edmílson); Kleber Gladiador (Thalles).
LUVERDENSE: Gabriel Leitte, Michel (Clécio) (Léo), Montoya, Braga e Paulinho; Carlão, Gilson, Samuel, Jean Patrick e Washington (Rubinho); Lê.

Nenhum comentário:

Ser Vasco