✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco vence o Náutico de virada e volta ao G-4 do Brasileiro

Dakson entrou e deu inicio a virada do Vasco
Em um jogo alucinante, o Vasco venceu o Náutico de virada por 2 a 1 e voltou para o G-4 da Série B. Apesar de Kleber ter marcado o gol da virada aos 42 do segundo tempo, os destaques da partida foram os goleiros. Júlio César, do time pernambucano, que brilhou intensamente no primeiro tempo parando o ataque do Vasco.

Já no 2º tempo, Martín Silva começou salvando algumas oportunidades até cometer o pênalti sobre Crislan, que Sassá bateu e abriu o placar. O gol acordou o Vasco e a estrela de Joel brilhou. O técnico colocou Dakson e três minutos depois o meia empatou o jogo. Com a vitória, o Vasco agora é o 4º colocado com 43 pontos. Na terça-feira, os cariocas visitam o Sampaio Corrêa, às 21h50, no Castelão.

O JOGO
O Vasco começou a partida querendo mostra ao Náutico quem é que manda em São Januário. O Gigante da Colina pressionou e acelerou o ritmo do jogo. Aos 12, Maxi Rodriguez fez ótima jogada pela esquerda e finalizou com força para boa defesa de Júlio César.
O goleiro do Náutico foi a principal figura do primeiro tempo. Aos 27 e aos 36, Júlio fez duas ótimas defesas em faltas cobradas pro Douglas evitando que o time carioca abrisse o placar.

O time pernambucano permanecia na defesa esperando uma chance de encaixar um contra ataque e ele veio aos 29. Após bate e rebate na área, Paulinho finalizou em cima de Martín Silva. O lance acordou o Náutico no jogo que chegou duas vezes com Vinícius e uma delas, o meia marcou o gol para os pernambucanos mas foi anulado pelo bandeirinha por impedimento.

Já nos acréscimos, Guiñazu fez um lance de craque. Acostumado a destruir jogadas, o volante mostrou habilidade e driblou três jogadores do Náutico. Já dentro da área, o argentino finalizou pela rede do lado de fora. Seria um gol de placa.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Náutico chegou com tudo e a estrela de Martín Silva brilhou. O goleiro uruguaio defendeu três finalizações seguidas de Crislan, dentro da área, e evitou que o time pernambucano abrisse o placar. Aos 11, Martín apareceu muito bem novamente salvando um chute perigoso de Sassá da entrada da área.

Mas aos 20, Martín Silva quase virou vilão na partida. Após Crislan ser lançado sozinho pela esquerda o goleiro uruguaio saiu do gol e fez pênalti no atacante do Náutico. Na cobrança, Sassá bateu colocado no canto direito sem chance para Martín.

Atrás no placar, Joel resolveu mexer no time e acertou em cheio. Dakson entrou aos 28 no lugar de Fabrício e três minutos depois o meia aproveitou cruzamento de Thalles da direita e igualou o placar em São Januário.

O jogo ficou aberto e os dois times foram em busca do gol da vitória. O Náutico chegou duas vezes com o argentino Cañete que desperdiçou as oportunidades. Aos 41, Vinícius entrou driblando pela zaga do Vasco e chutou para defesa de Martín Silva. Mas aos 42, em contra ataque rápido pela direita, Thalles novamente cruzou da direita, a zaga do Náutico furou e Kleber aproveitou sozinho na pequena área e emendando para o fundo das redes virando o jogo em São Januário para o Vasco.

VASCO 2X1 NÁUTICO
Estádio: São Januário (RJ)
Público: 10.291 pagantes, 11.998 presentes
Árbitro: Fabricio Neves Correa (RS)
Gols: Sassá (Náutico, aos 21' 2ºT), Dakson (Vasco, aos 31' do 2ºT) e Kleber (Vasco, aos 42' do 2ºT)
Cartão Amarelo: Fabrício, Martín Silva e Dakson (Vasco) e Paulinho, Mario Risso e Rafael Cruz (Náutico)

VASCO: Martín Silva, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva, Lorran (Marlon, aos 12' do 2ºT); Guiñazu, Fabrício (Dakson, aos 28' do 2ºT), Douglas, Maxi Rodriguez (Edmílson, aos 16' do 2ºT); Kleber e Thalles. Técnico: Joel Santana

NÁUTICO: Júlio César, Rafael Cruz, Mario Risso, Renato Chaves e Raí; João Ananias, Elicarlos (Marcone, aos 40' do 2ºT), Paulinho (Bruno Furlan, aos 36' do 2ºT) e Vinícius; Sassá e Crislan (Cañete, aos 22' do 2ºT). Técnico: Dado Cavalcanti

Nenhum comentário:

Próximos jogos