✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Seja também um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Dagoberto não vê a hora de encarar o Flamengo

Dagoberto joga o 1º clássico pelo Vasco
Domingo será uma data especial para Dagoberto. Além de completar 32 anos, o atacante, que pela primeira vez na carreira vai comemorar o aniversário em campo, disputará seu primeiro clássico pelo Vasco. E o duelo com o Flamengo ainda guarda mais emoções. Nada que pareça intimidá-lo. O fato de o Vasco não vencer seu arquirrival há nove jogos torna-se um combustível a mais, para um jogador acostumado a encarar desafios.

Já se passaram quase três anos desde a vitória por 3 a 2, pela semifinal da Taça Rio. Na ocasião, Eder Luis e Felipe (dois) foram os autores dos gols. De lá para cá, foram cinco derrotas e quatro empates, além da perda do Carioca do ano passado. Dagoberto, entretanto, vê a situação com naturalidade. No currículo, ele acumula alguns feitos parecidos em clássicos regionais.

Em São Paulo, pelo Tricolor, marcou o gol que acabou com jejum de quatro anos para o Corinthians, em 2011. Em Minais Gerais, em sua estreia pelo Cruzeiro, fez o gol que deu a vitória sobre o Atlético-MG no clássico que marcou a reabertura do Mineirão, em 2013.

“Sou abençoado e agradeço a Deus por tudo. A atmosfera de uma cidade é diferente em semana de clássico. Fui feliz em muitos jogos. Só não marquei no Gre-Nal. Quero muito poder ajudar o Vasco contra o Flamengo. Por onde passei conquistei títulos e tive êxito em clássicos”, ressaltou Dagoberto, indiferente ao retrospecto recente do Clássico dos Milhões.

“Fiquei um bom tempo no São Paulo sem vencer o Corinthians. Isso apimenta o jogo, é o tipo de rivalidade que vale no futebol”, completou.

Nem mesmo a arbitragem deixou Dagoberto preocupado. Ano passado o Vasco perdeu o título estadual com um gol irregular do volante Márcio Araújo e, pela Taça Guanabara, teve um gol de falta anulado mesmo com a bola tendo entrado 33cm na meta.

“Os árbitros são humanos e erram. Acontece no Rio, no Sul, em Minas. Domingo teremos a chance de escrever uma nova história e estamos nos preparando para isso”, afirmou o atacante.

MARCINHO NA RESERVA
O técnico Doriva gostou da atuação do Vasco diante do Nova Iguaçu. Com isso, o apoiador Marcinho terá de se esforçar mais para ter espaço e ser novamente opção na equipe principal. Ontem, o atleta, que não foi aproveitado no fim de semana, treinou entre os reservas enquanto os titulares trabalharam a parte física na sala de musculação e jogaram futevôlei.

Nenhum comentário:

Ser Vasco