✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Clique na aba "Caldeirão Vascaíno" e acompanhe o programa toda segunda feira às 21 hs ✠ Seja um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Vasco vence mais uma e aumenta invencibilidade sobre o Flamengo

Rafael Vaz fez o gol da vitória do Vasco
A festa foi completa para o torcedor vascaíno. O Clássico dos Milhões, depois de 11 anos, voltou a ser disputado em São Januário, neste domingo, pelo Campeonato Carioca. Coube a Rafael Vaz ser o herói do Gigante da Colina. O zagueiro entrou no segundo tempo e fez o gol da vitória sobre o Flamengo.

No jogo de hoje, quem buscou mais o resultado foi o Vasco, e foi premiado com a vitória. De quebra, os cruzmaltinos aumentaram a invencibilidade sobre o rival rubro-negro. Agora são cinco vitórias e dois empates nos últimos sete jogos.

Pouco inspirado, o Flamengo sofreu ofensivamente, e praticamente não se achou em campo. Para piorar, o fantasma de 2015 voltou a assombrar. O Rubro-Negro falhou pelo alto e viu o rival vencer mais uma vez. O Vasco agora tem 12 pontos, com 100% de aproveitamento, na liderança do Grupo A do Carioca. Na próxima rodada, o Vasco encara o Tigres, sábado, às 19h30, no Los Larios.

O Jogo
O primeiro tempo foi truncado e de pouca emoção. As duas equipes buscavam explorar as laterais do campo. Mancuello caiu pela direita e cruzou para área. Guerrero não alcançou pelo alto. A resposta do Vasco também foi pela lateral do campo. Porém, Julio dos Santos, que surgiu livre na área, emendou por cima.

O Flamengo encontrava dificuldade para criar. Os homens de frente eram bem marcados. Willian Arão, destaque do time neste início de temporada, não conseguia aparecer na frente. O Vasco também não estava inspirado. Mas assustou na bola parada. Jomar, na pequena área, completou para fora após escanteio.

O Vasco voltou a ameaçar graças a um erro do Flamengo. Juan deu uma pixotada e furou. Nenê emendou. Paulo Victor bateu roupa, mas viu Riascos se enrolar e finalizar para fora. O Rubro-Negro respondeu em contra-ataque. Emerson Sheik avançou e preferiu a finalização, mas mandou por cima.

Foi um primeiro tempo que deixou a desejar, com 22 faltas ao todo. O ataque rubro-negro não funcionou, demostrando pouca inspiração. O Vasco tinha mais posse de bola, mas não conseguia pressionar o rival.

O grito de "gol" quase saiu da garganta do torcedor vascaíno no início do segundo tempo. Em cobrança de falta na entrada da área, Nenê acertou o travessão. O Fla buscava o contra-ataque. Em um deles, Arão surgiu e tentou de fora da área. A bola foi para fora.

Jorginho fez a primeira mudança no Gigante da Colina. Eder Luis entrou no lugar de Jorge Henrique. Nenê quase fez gol olímpico. Muricy Ramalho também mexeu: Everton na vaga de Marcelo Cirino. O Vasco buscou ter uma referência na frente, com Thalles no lugar de Riascos. Porém, quem decidiu o jogo foi um zagueiro.

Rafael Vaz, que entrou no lugar de Jomar, saiu do banco para brilhar. Aos 45 minutos do segundo tempo, após bola levantada na área, a zaga rubro-negra se posicionou mal. Rodrigo desviou e Vaz emendou de esquerda com força, fazendo Vasco 1 a 0. A torcida vascaína foi ao delírio, daí em diante, o que se viu foi só festa no Caldeirão, com mais uma vitória do Gigante da Colina.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1X0 FLAMENGO

Estádio: São Januário
Público e renda: 14.364 pagantes / 13.656 presentes / R$ 682.640,00
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Gol: Rafal Vaz (Vasco, aos 45' do 2ºT)
Cartão amarelo: Guerrero e Wallace (Flamengo) e Marcelo Mattos, Rodrigo, Julio dos Santos e Rafael Vaz (Vasco)
Cartão vermelho: -

VASCO: Martín Silva; Madson, Jomar (Rafael Vaz, aos 34' do 2ºT), Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos e Andrezinho; Nenê, Jorge Henrique (Eder Luis, aos 17' do 2ºT) e Riascos (Thalles, aos 24' do 2ºT); Técnico: Jorginho.

FLAMENGO: Paulo Victor; Rodinei, Juan, Wallace e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello; Emerson Sheik, Marcelo Cirino (Everton, aos 23' do 2ºT) e Guerrero; Técnico: Muricy Ramalho.

    Nenhum comentário:

    Ser Vasco