✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco vence o Volta Redonda e se mantem na liderança

Nenê abriu o caminho para a vitória
A Quarta-Feira de Cinzas foi um aquecimento em São Januário, para o clássico de domingo entre Vasco e Flamengo, pelo Campeonato Carioca. A exibição do Cruzmaltino, não foi de empolgar. O time do Vasco encontrou uma certa dificuldade para superar o Volta Redonda, mas conseguiu marcar dois gols que garantiram a vitória sobre a equipe da Cidade do Aço. O Vasco teve pouca criatividade no setor de meio campo. Mesmo assim, vai para o clássico embalado por três vitórias consecutivas e na liderança do Grupo A com nove pontos.

O Volta Redonda, que aprontou na estreia e venceu o Fluminense, por pouco não complicou a vida de outro clube grande. O time parou em Martín Silva, além de ter sido prejudicado pela arbitragem. O Voltaço, que tem quatro pontos no Carioca, volta a campo na segunda-feira, às 17h, e recebe a Portuguesa, no Raulino de Oliveira.

O Vasco começou explorando os lados do campo, mas encontrava dificuldade para criar chances de gol. O Volta Redonda apostava no contra-ataque, mas pecava no último passe. O jogo era fraco. Com problema para furar o bloqueio rival, Rodrigo arriscou de longe. Mota quase se complicou. Depois, Julio dos Santos pegou o rebote e chutou com força, mas para a bola foi pra fora.

As chances eram poucas para o Vasco, que ainda levou um susto no fim do primeiro tempo. Em contragolpe, Dija Baiano tocou, Vinícius Pacheco, fez o corta-luz e deixou para Niltinho. Ele bateu com capricho, mas acertou a trave. A resposta do Vasco foi na mesma moeda. Após escanteio, Eder Luis surgiu na pequena área e cabeceou na trave.

O Vasco voltou para o segundo tempo com uma mudança. Yago Pikachu entrou no lugar de Jorge Henrique. O primeiro lance de perigo foi do Volta Redonda. Niltinho arriscou de fora da área e obrigou Martín Silva a espalmar. Jorginho precisou mudar de novo. Eder Luis sentiu um problema muscular e deu lugar a Thalles.

O Gigante da Colina foi pra cima do adversário, até que conseguiu abrir o placar. Thalles cabeceou na área e a bola bateu no braço de Mailson. A arbitragem marcou pênalti. Nenê bateu no canto, deslocando o goleiro e fez Vasco 1 a 0, em São Januário.

Nenê por pouco não ampliou o placar, mas parou em Mota. Depois, Vinícius Pacheco avançou e obrigou Martín Silva a fazer uma defesa em dois tempos. O goleiro do Vasco, por sinal, virou o principal jogador do time. Ele evitou o cruzamento de Niltinho que quase surpreendeu.

Depois, Martín Silva defendeu uma cabeçada à queima-roupa de Tiago Amaral. No rebote, Niltinho, chutou pra fora. O goleiro também defendeu um chute de fora da área de Bruno Barra. o zagueiro Luan, que já tinha amarelo, foi expulso, e será problema para o clássico de domingo.

Já nos acréscimos, após boa jogada do Vasco, Nenê arrancou em contra-ataque pela esquerda, invadiu a área e cruzou para Thalles que entrou em velocidade, chutando forte para fazer Vasco 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2X0 VOLTA REDONDA
Estádio: São Januário
Público e renda: 4.986 pagantes / 5.334 presentes / R$ 168.530
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Gols: Nenê (Vasco, aos 15' do 2ºT) e Thalles (Vasco, aos 48' do 2ºT)
Cartão amarelo: Bruno Barra (Volta Redonda) e Jorge Henrique, Nenê, Rodrigo e Martín Silva (Vasco)
Cartão vermelho: Luan (Vasco)

VASCO: Martín Silva; Madson (Bruno Gallo, aos 31' do 2ºT), Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Julio dos Santos e Andrezinho; Eder Luis (Thalles, aos 9' do 2ºT), Jorge Henrique (Yago Pikachu, no intervalo) e Nenê; Riascos; Técnico: Jorginho.

VOLTA REDONDA: Mota; Marrone (Rafael Pernão, aos 36' do 2ºT), Luan, Mailson e Cristiano; Bruno Barra, Dija Baiano (Luiz Gustavo, aos 36' do 2ºT), Marcelo e Vinícius Pacheco (Pedro Isidoro, aos 36' do 2ºT); Tiago Amaral e Niltinho; Técnico: Felipe Surian.

Nenhum comentário:

Próximos jogos