✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Faça a sua inscrição no programa Sócio Torcedor Gigante ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ ✠
Clique na Imagem

Vasco tem mais um tropeço, mas continua na liderança da Série B

Vila Nova marcou bem e soube explorar o contra ataque
O filme das últimas rodadas da Série B se repetiu nesta terça-feira em São Januário. Os rivais do Vasco tropeçaram e a equipe carioca não conseguiu vencer, mas apesar do resultado, nada mudou e o Cruzmaltino continua na liderança da competição. Jogando sem cinco titulares, diante do Vila Nova, o Gigante levou dois gols no começo da partida. O time até reagiu, mas acabou sendo derrotado por 2 a 1. O clube da Colina está sem vencer há cinco partidas, sendo quatro pela Serie B e uma pela Copa do Brasil. O Vasco volta a jogar neste sábado contra o Bahia, na Fonte Nova, às 16h30.

Buscando quebrar o jejum de vitórias, o Vasco começou a partida pressionando o Vila Nova. Com apenas dois minutos, o clube carioca esteve bem perto de abir o marcador. Julio Cesar avançou bem e tocou para Evander, em boas condições, mas o jogador vascaíno acabou dando bobeira, facilitando o corte da defesa goiana.

Na primeira boa jogada que teve na partida, o Vila marcou. Jean Carlos arrancou bem pela direita e cruzou na medida para Maguinho aparecer e colocar os visitantes na frente em São Januário.

Atrás do marcador, os cariocas foram para cima e criaram duas chances incríveis para empatar. Na primeira Yago Pikachu carimbou a trave, após boa jogada de Julio Cesar. Depois Thalles fez uma boa tabelinha com Ederson que cruzou rasteiro mas a bola passou raspando o gol de Saulo.

Porém, a vida não estava fácil para o Vasco e o segundo gol dos goianos acabou acontecendo. Aos 19 minutos, depois de uma falta não marcada em Julio dos Santos, Victor Bolt pegou a bola e lançou Moisés, que apareceu na cara de Jordi para encobrir o goleiro vascaíno, Rodrigo ainda tentou tirar, mas a bola balançou as redes da equipe da casa.

O gol deixou a equipe carioca um pouco abatida. Mesmo com mais posse de bola, o Vasco não conseguiu estabelecer uma pressão antes do intervalo. Ederson teve uma boa oportunidade quase ao final da primeira etapa, mas acabou chutando para fora.

O segundo tempo começou com o Vasco fazendo duas alterações. Madson e Eder Luis entraram na equipe nas vagas de Evander e Diguinho. Precisando ir para cima, os cariocas deixavam espaço e por pouco Moisés não marcou de novo. Dessa vez, Jordi saiu bem do gol e evitou a finalização do jogador do Vila.

Aos 9 minutos, o Vasco conseguiu diminuir. O volante Douglas Luiz acertou um belo chute de fora da área, sem chances de defesa para o goleiro Saulo, colocando fogo na partida em São Januário.

Empolgado, a equipe carioca foi para cima e logo criou uma boa oportunidade. Pikachu fez bela tabela com Eder Luis e finalizou para a defesa do goleiro Saulo. Logo depois, Ederson recebeu em boas condições e finalizou, o goleiro do Vila Nova conseguiu o desvio e evitou o empate vascaíno.

O Gigante seguia pressionando o adversário. Rodrigo arriscou em cobrança de falta, Saulo deu rebote, mas Pikachu isolou. O jogo permaneceu nesse ritmo até o fim. Os cariocas criaram outras oportunidades, mas pecaram na finalização, melhor para o Vila que conseguiu uma vitória na Colina.


FICHA TÉCNICA 
VASCO 1 x 2 VILA NOVA 

Local: São Januário, Rio de Janeiro - RJ
Data: 30 de agosto de 2016
Horário: 20h30 (Horário de Brasília)
Público presente: 2.379 / Pagantes: 2052
Renda: R$ 58.650
Árbitro: Rufino Ribeiro Filho (PE)
Assistentes: Gilberto Freire de Farias (PE) e Ailton José dos Santos Junior (PE)
Cartões amarelos: Saulo, Fagner e Victor Bolt (Vila Nova) / Luan e Rodrigo (Vasco)
Gols: Douglas Luiz (09'/2º Tempo) - Vasco / Maguinho (05'/1º Tempo) e Moisés (19'/1º Tempo) - Vila Nova
VASCO: Jordi; Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio César; Diguinho (Madson), Douglas Luiz, Julio dos Santos (Henrique) e Evander (Éder Luís); Thalles e Éderson. Técnico: Jorginho
Vila Nova: Saulo; Maguinho, Guilherme Teixeira, Vinicius Simon e Roger; Reginaldo, Fagner (Reniê), Victor Bolt e Jean Carlos (Fernando Neto); Moisés e Patrick (Fabinho). Técnico: Guilherme Alves 

Nenhum comentário: