Vasco quer Fernando Prass para coordenador técnico

O encerramento das conversas com Ricardo Gomes, fez o Vasco ir em busca de outro profissional. E o nome da vez para o cargo de coordenador técnico, é Fernando Prass. O ex-goleiro cruzmaltino já foi procurado, e a negociação está em andamento. Caso ele aceite o convite, a ideia é que Prass trabalhe ao lado de um diretor executivo na condução do futebol do clube. Goleiro do Vasco entre 2009 e 2012, Fernando Prass, se afastou dos gramados no início do ano e, desde então, vem estudando para exercer novas funções no futebol. No momento, ele viaja pela Europa para conhecer estrutura de grandes clubes. Recentemente, esteve em Barcelona, e hoje está na França, a convite de Juninho Pernambucano, para visitar o Lyon. Na agenda ainda estão previstas viagens à Inglaterra e Dinamarca. A negociação com Prass foi noticiada pelo site “Jogada 10” e confirmada pelo ge. Em contato com ge, Prass não confirmou o convite do Vasco, mas disse estar conversando com dois clubes. Por se tratar de uma nova

Vasco sai na frente mas cede empate ao Náutico

O Vasco deixou escapar uma boa chance de encostar no G-4 da Série B, ao empatar por 2 a 2 com o Náutico, neste domingo, em Recife. O time carioca começou com tudo e fez logo 2 a 0, com gols de Nenê e Germán Cano, mas o Náutico diminuiu o marcador ainda na etapa inicial, com Vinícius. Na etapa final, o Timbu chegou ao empate com Yago. Com este resultado, o Cruzmaltino foi a 47 pontos e segue a cinco pontos do G-4. Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o CSA, na sexta-feira, em São Januário.


O Jogo
O Náutico começou a partida tentando pressionar a saída de bola do Vasco desde o primeiro minuto. No entanto, os cruzmaltinos abriram o placar aos 08 minutos. O zagueiro Rafael Ribeiro falhou e viu Nenê aproveitar para mandar a bola de primeira para o fundo da rede.

O gol fez o Náutico manter a pressão, desta vez em busca do empate. Só que mais uma vez o Vasco foi cirúrgico e chegou ao gol aos 18 min. Marquinhos Gabriel foi lançado na área e tocou para Germán Cano que apenas empurrou para o gol.

Quando parecia que o Vasco teria o controle do jogo, o Náutico diminuiu o marcador, aos 26 min. Hereda cruzou na medida para Vinícius que testou para a rede. A partir daí, o confronto ficou equilibrado, mas sem muita emoção. Somente nos minutos finais, o Vasco aproveitou os espaços e desperdiçou boas chances com Bruno Gomes e Germán Cano. Mesmo assim, os cariocas foram para o intervalo na frente do placar.

No segundo tempo, o Náutico voltou pressionando o Vasco. De tanto insistir, os donos da casa chegaram ao empate aos 12 min. Em falta cobrada na área, Yago cabeceou para a rede.

O gol animou os pernambucanos, que mantiveram o controle da partida. O Vasco apenas se defendia e só conseguiu assustar aos 28 min, em chute de Nenê. Depois, Walber  cabeceou uma bola que tocou na trave, obrigando o goleiro Anderson a fazer uma grande defesa.

Nos minutos finais, o confronto ficou aberto. As duas equipes foram ao ataque, mas devido aos erros de passe, não conseguiram sair do empate.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 2 x 2 VASCO

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: Domingo, 24 de outubro de 2021 Horário: 16:00 hs
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR); VAR: Wagner Reway (PB)
Assistentes: Bruno Boschilla (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos: Matheus Jesus, Rafael Ribeiro, Paiva e Jaílson (Náutico); Gabriel Pec e Nenê (Vasco)
Gols: Nenê, aos 8min e Germán Cano, aos 18min do primeiro tempo (VASCO);
Vinícius, aos 26min do primeiro tempo, e  Yago, aos 12 min do segundo tempo (NÁUTICO).

NÁUTICO: Anderson; Hereda (Jefferson), Yago, Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Rhaldney (Paiva), Matheus Jesus e Jean Carlos; Vinícius, Jailson (Murillo) e Caio Dantas (Matheus Trindade).
Técnico: Hélio dos Anjos

VASCO: Lucão, Zeca, Walber, Leandro Castán e Riquelme; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e Nenê; Morato (Andrey), Germán Cano e Gabriel Pec (Léo Jabá).
Técnico: Fernando Diniz


Comentários

Beto Guerreiro disse…
Mais uma vez deixamos escapar os três pontos, por falta de atenção na bola aérea. É difícil para o torcedor ver o seu time tomar tantos gols de bola alçada sobrea área.
Bruno Leite disse…
Era um jogo chave para encostarmos de vez no G-4. Mas apesar de não ter conseguido os três pontos, não foi de todo ruim.
Juninho da Colina disse…
Todo jogo acontece a mesma coisa. É impressionante como essa defesa entrega o ouro ao bandido. O jogo estava em nossas mãos e demos mole mais uma vez, para o adversário empatar. Outra coisa, esse goleiro Lucão é fraco, não tem condições de jogar no Vasco.
Antonio Neiva disse…
Um time que quer subir de volta pra série A, não pode cometer os mesmos erros em todas as partidas. Pelo visto o ataque vai ter que marcar muitos gols para conseguirmos ganhar os jogos que faltam.
Julinho disse…
Um ponto fora... não foi um jogo bom, mas tb não foi de tudo ruim. Não podemos desistir agr!!! Eu continuo acreditando!!! SV /+/
João Pedro disse…
Não adianta nada jogar bem em casa, mas não manter a regularidade fora. Um time que perde para o Sampaio Corrêa, que não vencia há oito jogos, com um a mais e cede o empate ao Náutico depois de estar vencendo por 2 a 0 está pedindo para não subir. A torcida não merece isso.
Vinícius Barreto disse…
O resultado 2x2 não é ruim. Todos sabiam que seria um jogo difícil. A sensação de derrota é por conta de ter 2x0 no placar e não conseguir segurar o resultado.
Sports Blogs
blog directory
Submit your website to 20 Search Engines - FREE with ineedhits!