✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Clique em "Futebol ao Vivo" e assista os jogos do seu time em nosso site ✠ Seja um sócio torcedor do Club de Regatas Vasco da Gama ✠ Entre em https://socio-vasco.futebolcard.com/ e inscreva-se no programa Sócio Torcedor Gigante ✠
Clique na Imagem

Vasco vence o Rio Branco mas não evita o jogo de volta

Douglas Silva comemora o 2º gol do Vasco
Jogando  nesta quarta-feira na Arena da Floresta, no Acre, o Vasco venceu o Rio Branco por 2 a 1 pela Copa do Brasil, mas não evitou o jogo de volta no Rio de Janeiro. Com a classificação garantida até os 35 do segundo tempo, o Vasco não conseguiu segurar a vantagem, depois de Kinho marcar um belo gol para os donos da casa.

A equipe Cruzmaltina parecia que não teria trabalho para garantir a vaga na segunda fase da Copa do Brasil e abriu o placar logo no primeiro minuto com Thalles. Douglas Silva completou ainda na primeira etapa. Com o resultado, o Vasco recebe o Rio Branco no próximo dia 15, às 22h, em São Januário, precisando de apenas um empate para se garantir a classificação.

A partida no Acre começou de forma acelerada. Com meno de um minuto, o Rio Branco chegou com perigo ao ataque. Wiliam foi lançado sozinho no meio da zaga do Vasco, driblou Martín Silva e caiu pedindo pênalti. Apesar da posição legal, o assistente marcou impedimento do atacante dos donos da casa. Sem afetar com o susto, o Vasco respondeu de imediato. O goleiro Cruzmaltino lançou para Thalles, que ganhou na força da defesa acreana e passou para Bernardo. O meia deu ótimo passe para o camisa 9 dominar dentro da área e abrir o placar para o Vasco.

Mais ativo e pressionando a saída de bola do Rio Branco, a equipe carioca logo dominou as ações no jogo e procurava espaço para atacar. Após ir para o abafa no começo do jogo, o Vasco diminuiu o ritmo e deu espaço para os donos da casa atacarem. Apostando em jogadas de velocidades pelas laterais, o time do Acre chegava com perigo, mas sem conseguir finalizar efetivamente.

Com jogadores leves no ataque, o Vasco explorava a velocidade de seus atacantes. Aos 19, Yago recebeu pela direita, tirou o zagueiro para dançar, limpou a jogada e finalizou com perigo ao gol de Filipe. Após um bom e movimentado inicio de jogo, a partida caiu de qualidade.

Somente aos 42 o jogo voltou a esquentar. Jeferson foi lançado no ataque com espaço, mas o atacante tentou encobrir Martín Silva de longe e acertou um chute fraco para defesa tranquila do goleiro do Vasco. Na última jogada do primeiro tempo, o Cruzmaltino ampliou sua vantagem na partida. Após escanteio, Douglas Silva subiu livre e cabeceou para balançar as redes de novo do Rio Branco: 2 a 0 Vascão.

Tentando forçar o jogo de volta, o Rio Branco retornou para o segundo tempo pressionando o Vasco buscando um gol. Aos 2, Tonho Cabañas, o atacante visivelmente fora de forma, dominou a bola na área e na hora de chutar, foi travado por Victor Bolt. Aos 7 veio a resposta do Cruzmaltino. Nei avançou com liberdade pela direita e soltou a bomba que passou rente a trave do goleiro Filipe.

Mais uma vez após um inicio movimentado, as duas equipes reduziram o ritmo e o jogo caiu em qualidade. Além disso, os dois times fizeram diversas substituições, o que complicou o andamento do jogo. Com o resultado na mão, Doriva resolveu apostar nos jovens e colocou Mosquito no lugar de Bernardo. Ainda mais veloz no ataque, os jovens vascaínos tinham facilidade para chegar, mas abusavam da individualidade e não chutavam a gol.

Aos 30, Willian foi lançado mais uma vez com espaço na defesa do Vasco, mas na hora de finalizar não conseguiu colocar força na finalização e desperdiçou mais uma chance. Após muito insistir, o Rio Branco finalmente chegou ao seu gol. Aos 35, Kinho entrou livre pela direita para aproveitar o cruzamento e acertar um lindo chute cruzado no cantinho de Martín Silva. Golaço na Arena da Floresta.

Tentando evitar o jogo de volta no Rio de Janeiro, o Cruzmaltino se lançou ao ataque, mas não conseguiu chegar de forma ordenada. Aos 45, Douglas Silva teve a chance de marcar o seu segundo na partida, mas após cabecear parou nas mãos do goleiro Filipe.

FICHA TÉCNICA

RIO BRANCO 1 x 2 VASCO 

Estádio: Arena da Floresta (Acre) Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF) Gols: Thalles (Vasco, aos 1' do 1ºT), Douglas Silva (Vasco, aos 45' do 1ºT), Kinho (Rio Branco, aos 35' do 2ºT) Cartões Amarelos: Kinho, Léo, Joel (Rio Branco) e Victor Bolt, Nei, Bernardo (Vasco).

RIO BRANCO: Filipe, Bruno (Tonho Cabañas, intervalo), Tyrone, Victor Hugo e Tiaguinho (Léo, aos 15' do 1ºT); Kinho, Joel, Marquinhos, Jeferson (Lucas, aos 21' do 2ºT); Evandro Russo e William. Técnico: Zezito.

VASCO: Martín Silva, Nei, Douglas Silva, Anderson Salles e Lorran; Guiñazú, Victor Bolt, Bernardo (Mosquito, aos 12' do 2ºT), Matheus Índio (Montoya, aos 32' do 2ºT) e Yago; Thalles (Romarinho, aos 35' do 2ºT). Técnico: Doriva.

Nenhum comentário: