✠ Olá visitante, seja bem-vindo ao Blog da Cruz de Malta ✠ Assista os jogos do seu time no "Futebol ao Vivo" ✠ Clique na aba "Caldeirão Vascaíno" e acompanhe o programa toda segunda feira às 21 hs ✠ Seja um Sócio Torcedor do Gigante da Colina ✠ Clique na aba "Sócio Gigante" e inscreva-se no programa de sócio torcedor do C. R. Vasco da Gama ✠
Clique na Imagem

Aliados dizem que Eurico está mais maduro e aberto ao diálogo

Eurico está de volta a presidência do Vasco
Com seu inseparável charuto, Eurico Miranda, aos 70 anos e já sem o mesmo vigor físico, aguentou a maratona de mais de 20 horas de eleição, teve forças para subir em uma mesa e pulmão para puxar o tradicional grito de ‘Casaca’, com o qual iniciou a comemoração de sua vitória nas urnas na madrugada de terça feira. Mas há quem garanta que o cartola que volta à presidência após seis anos já não é o mesmo que comandou o Vasco entre 2001 e 2008.

O Conselho Deliberativo vai ratificar o retorno de Eurico em nova votação no dia 19 deste mês, com o mandato começando em 1º de dezembro. Pessoas próximas a ele acreditam em uma gestão mais aberta ao diálogo e menos centralizadora. Um dos principais aliados do dirigente, o presidente da escola de samba Unidos da Tijuca, Fernando Horta, revelou ter sentido um Eurico Miranda mais ‘manso’ durante a campanha política.

"Conversei muito com o Eurico. Ele será o presidente, mas terá a gente ao seu lado. É uma pessoa mais madura e aceitou o que colocamos. A gente sabe que ele será o presidente, mas o Eurico já deixou aberto o diálogo comigo e com a colônia portuguesa, dos verdadeiros vascaínos", disse Horta, que chega para ser o vice-presidente geral do clube.

Vice-presidente do Conselho de Beneméritos do Vasco, Silvio Godói, que deve assumir a presidência do mesmo conselho no início do ano que vem, vê uma "pessoa mais madura e diferente" quando olha para Eurico Miranda.

"Desde que deixou a presidência, em 2008, Eurico superou algumas dificuldades na vida que o deixaram mais maduro. O que me faz ter a certeza do sucesso da sua gestão é o fato de ele estar diferente e sempre disposto a conversar", completou Silvio Godói.


Jogadores se mantêm longe da mudança de comando 

A duas vitórias de garantir o seu retorno à elite do futebol, o Vasco tenta deixar para trás o processo eleitoral para se concentrar na partida contra o Ceará, sábado, no Castelão. Os jogadores acreditam que o triunfo nas urnas de Eurico Miranda não diminuirá a pressão por um bom resultado fora de casa.

"Não podemos perder o foco. Sabemos o que aconteceu nas eleições, mas não nos envolvemos. Temos que nos concentrar no Ceará. A eleição não muda nada, a parada mais difícil a ser resolvida é dentro do campo", advertiu o zagueiro Luan.

Nesta quarta-feira, o técnico Joel Santana comandou um coletivo e fez mudanças na equipe. O meia Dakson substituiu Pedro Ken, que sofreu uma lesão na coxa e não pega o Ceará.

Joel também fez testes nas laterais. Do lado esquerdo, Carlos César começou como titular, mas depois deu lugar a André Rocha. Na direita, Lorran substituiu Diego Renan, poupado por causa de uma inflamação na garganta.

Nenhum comentário:

Ser Vasco